Dr. Martens - a história das botas mais queridas de todos os tempos!

Dr. Martens - a história das botas mais queridas de todos os tempos!

Klaus Märtens era médico no exército alemão durante a II Guerra Mundial. Enquanto estava de licença em 1945, magoou-se tornozelo quando esquiava nos Alpes da Baviera. Descobriu que o padrão das botas militares era muito desconfortável e o deixava com os pés doridos. Enquanto se recuperava, projetou melhorias para as botas, como o couro macio, e solas por amortecimento do ar. Quando a guerra terminou e alguns alemães saquearam as suas próprias cidades, Martens roubou couro da loja de um sapateiro e com ele fez um par de botas, com solas amortecidas.

Martens não teve muita sorte vendendo sapatos, até que se encontrou com um velho amigo seu da universidade, Dr. Herbert Funck, em Munique, em 1947. Funck ficou intrigado com o design dos novos modelos de sapatos e os dois entraram num negócio em Seeshaupt no mesmo ano, na Alemanha, usando borracha descartada de aeroportos da Luftwaffe (força aérea alemã). As solas confortavéis e duráveis foram um grande sucesso entre as donas de casa, sendo que 80% das vendas foram para mulheres com mais de 40 anos.

As vendas cresceram tanto que, em 1952, abriram uma fábrica em Munique. Em 1959, a empresa tinha crescido tanto, que Martens e Funck consideraram a venda no mercado internacional de calçados. Quase que imediatamente, o fabricante de sapatos British R. Griggs Group Ltd. comprou os direitos de patente para fabricação do calçado no Reino Unido. O Griggs Anglicano (o nome mudou para Maertens e Martens, e este foi mais comercial), logo reestruturaram o calcanhar para melhor, acrescentaram a beirada de costura amarela, e patentearam a sola como AirWair.

Na década de 2000, as Dr. Martens foram vendidos exclusivamente sob o nome AirWair, e lançaram dezenas de estilos diferentes, incluindo sapatos pretos convencionais, sandálias e botas steel-toed. As primeiras botas Dr. Martens no Reino Unido sairam em 1 de abril de 1960 (portanto, conhecido como estilo 1460 (01/04/1960) e ainda em produção hoje) com oito ilhós, na cor vermelho-cereja, feito em couro. Originalmente, as botas eram feitas por alguns fabricantes de calçados na área de Northamptonshire, enquanto a Dr. Martens passavam os padrões de qualidade. Eram populares entre trabalhadores, como carteirospoliciais e operários. No final dos anos 1960, os skinheads começaram a usar as botas Dr. Martens. No final de 1970, as botas Dr. Martens eram populares entre os integrantes do movimento punk rock britânico. As botas e sapatos tornaram-se populares entre outras subculturas juvenis perdurando até hoje.CLICA AQUI PARA VERES TODOS OS MODELOS DISPONÍVEIS DR. MARTENS

Todos os comentários

Leave a Reply